Pensamentos em Palavras

Só mais um blog na internet…

AGOSTO

Posted by Daniel Baseggio em 30/07/2009

agosto

 

– Alguns pensamentos sobre o mês de Agosto, estes foram de anos anteriores, porém muito do que fora dito ainda permanece com duvida, e muito fora resolvido.

Às vezes um tempo para pensar não é mal;
O pesar dos ponteiros ferindo-me;
E com o tempo, acabo por me perder.
Se caminho, caminho consciente, inocente;
E de lá, ainda vejo a ponte que estou construindo;

Como posso me deslocar se ainda estou preso neste tempo?
Penso, logo não posso desistir;
Não agora que posso entrar num paraíso qualquer;
Se for um sonho, não me acorde!

Deixemos de ver o passado que já se foi, este que contraria nossa presente razão!
Nesse mês que é atormentado desde o ínicio, me constrange a demonstar alguns pensamentos:

– No decorrer do tempo, mantendo uma posição de observador e contemplador (posição que naturalmente não opto), pude sensivelmente absorver um completo desprezo pelo alienalismo. Habitualmente não opunha forças contra tal, mas pude atentamente com ataraxia manter-me simulando um desentendimento por aquilo que nos prende.

Do ponto que me refiro aos dogmas e religiões mantenho-me ao ponto de recusar toda a crença imposta, e, denominá-la como sendo fruto de alienação, colocando-o numa posição de humilhação sempre que precisa de algo. Será que ele obtém resultado?

Felicidade ou delírio? Qual a denominação da palavra “para sempre”? Descrevo-a como não-temporal, pois a palavra sempre provém de algo que não tem fim; é um paradoxo! Deixo aqui relatado que tal felicidade é um fenômeno da ausência da tristeza do presente momento. Não pode ser para sempre, pois, não é incorruptível. Não afirmo que não sou feliz, mas a incerteza do exato momento  é por causa da palavra “para sempre”. Dissolver este paradoxo é algo que procuro.

Amor: sentimento dos privilegiados; talvez tenhamos uma vez só na vida, as outras são só desperdícios; o amor provém de um sentimento de dor, ausência, muitas vezes até de mágoa; em outras palavras, é alienação também. Mas, como abolir?

Por Daniel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: