Pensamentos em Palavras

Só mais um blog na internet…

Pesadelos

Posted by Rafa de Souza em 08/10/2009

À tarde, enquanto o sol se põe e as sombras se arrastam pelo chão, todas as coisas belas da vida se vão: a face, antes altiva, agora escura, vai-se embora com o dia, deixando somente resquícios da mais bela paixão.

O sopro do vento já não é mais o mesmo, a brisa da vida agora é tão mais sofrida… a história, já esquecida, brota das sombras das árvores, toma forma das coisas mais sórdidas e volta ao presente a fim de assombrar.

É tarde: “O mau já foi feito. Esquece teus erros, segue a vida, esquece a dor que carrega no peito: o tempo não volta. Aguenta! Nada é perfeito!”.

Às costas as trevas se expandem, mas a frente o sol quer chegar: “O dia da voltas: aguarda com paciência, não é porque está no escuro que assim vai sempre ficar”.

Mais tarde, conforme o tempo avança e os primeiros vestígios dos raios de sol já se mostram, enquanto a alma cansada descansa, os dragões do homem o transformam novamente em criança: “Combate-nos e ponha-nos de lado, somos a montanha qu’esconde teu horizonte. A dor que trazemos é passageira, então não se aflige pela moléstia que podemos causar. Somos tuas obras divinas: doma a obra que tu criaste, ponha-a de volta em seu lugar!”

Uma resposta to “Pesadelos”

  1. Paulo Henrique said

    “hay que endurecer pero sin perder la ternura” Chevara

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: