Pensamentos em Palavras

Só mais um blog na internet…

Introdução à Filosofia de Bacon

Posted by Daniel Baseggio em 08/03/2010

Francis Bacon (1561 – 1626) nasceu em Londres, estudou em Pambridge, ocupou vários cargos importantes, como: advogado da coroa e fiscal geral. Em 1618 foi nomeado lorde chanceler e barão Veruliano; em 1621 foi nomeado visconde de St. Albansen. Entretanto, foi preso e acusado de extorsão.
 Sua principal obra foi o Novum Organum (1621) onde colocava uma nova lógica com um novo instrumento, contrapondo o organum de Aristóteles. Bacon pretendia desenvolver um novo método visando atingir os fenômenos da natureza e, com isso, substituir a antiga ciência por uma nova e operante.
 A chamada INSTAURATIO MAGNA consiste numa obra de operação de restauração científica; contudo, esta têm um estilo religioso: antes do pecado, os homens conheciam perfeitamente a natureza; com a queda, o homem e a natureza se corromperam. Essa passagem inclina-se para algumas questões: como recuperar o estado original da mente humana? Onde está a capacidade de conhecer a natureza das coisas?

Pois o homem, pela queda, caiu ao mesmo tempo de seu estado de inocência e de seu domínio sobre a criação; ambas as perdas, contudopodem ser em parte remediadas ainda nesta vida; a primeira pela religião e fé; a segunda pelas artes e ciências. (Novo Organum)

 A segunda parte do Novum Organum se dedica na derrubada do instrumento antigo de ciência; ao invés dos Silogismos, que antes eram comumente aplicados, Bacon propõe a verdadeira Indução. De primeira instância devemos nos afastar daqueles conhecimentos fundados em preconceitos e prejuízos, estes que atrapalham e obstruem a aquisição de conhecimento.
 Para tal é necessário que se faça uma experimentação histórica do fenômeno do Universo, ou, uma História Natural; na visão baconiana, é distinguido a escrita apenas para o deleite – que é inútil para a ciência -, daquela que é necessariamente a escrita científica – que é concepção constituínte para a organização da nova filosofia.
 Bacon propõe também uma escalada para o intelecto. Sendo como metodologia, os ensaios e testes antes do amadurecimento para a nova ciência. Seu método nos mostra como passar dos axiomas às formas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: